Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Itaipu: MAR DE LIXO NÃO DÁ PEIXE

Imagem
 UM CRIME AMBIENTAL COM LICENÇA DO INEA PESCADOR ARTESANAL DE ITAIPU RECOLHE TONELADAS DE LIXO  DESCARTADAS TODO DIA NO MAR O bota-fora dos sedimentos dragados na Baía de Guanabara, licenciado pelo INEA , continua a ser descartado na área dos estoques pesqueiros buscados pelo pescador artesanal de Itaipu. Hoje, sexta-feira – 13, as redes chegaram mais cheias ainda, de lixo, muito lixo! Dezenas de sacos de lixo foram retirados cheios e ainda havia muita rede lotada, destruída. Corvina? Xerelete? Espada? Olho de cão? Sardinha? NADA! Nas redes: calotas de carro, roupas, embalagens plásticas, sacos plásticos, latas... Tudo que não se come, que não se vende! E que nem se reutiliza ou se recicla mais. Reduzir, reutilizar, reciclar , os três “rrr” nem sequer são considerados pelo órgão que licencia o bota-fora do lixo no mar. Lixo, lixo jogado na praia vizinha, em Niterói. Resultado: biodiversidade e pesca artesanal em extinção. “Por que não largam o lixo nas praias cariocas, Ip

Absurdo: projeto de construção do Túnel Charitas-Cafubá.

Carta de leitor comentando    http://oglobo.globo.com/niteroi/charitas-cafuba-sera-concluido-ate-2016-5414855   Não tem como não comparar a construção do Túnel da Grota Funda (Recreio-Guaratiba) com o projeto de construção do Túnel Charitas-Cafubá. O Túnel da Grota tem duas galerias com 1.100 metros de extensão/cada e a obra foi concluída em 8 meses . Não tem pedágio . Foram construídas 2 bases de apoio operacional em suas extremidades, é a prova de apagões, sua iluminação é de led's e tem sistema de alto-falantes para auxilio aos motoristas. Tem transporte de massa (BRT ).  O Túnel de Charitas terá duas galerias com 1.350 metros de extensão/cada e a obra está prevista para ser construída em 3 ANOS . Terá pedágio de R$ 9,00 (ida/volta). Será construída uma base operacional no Cafubá. Não terá transporte de massa e o detalhamento do projeto não é e nunca foi  divulgado. Custo previsto: R$ 120 milhões. Considerações : Tres anos para construir um túnel, só se for a base d

Vitória popular. Lei de Hotelaria retrocede!

Imagem
Dificuldade para entrar na casa. Luzes de carro policial piscando na porta da prefeitura, guardas municipais tentando barrar o acesso. Só pode 15 pessoas! Um, dois, três.. nove.. e vamos nessa! Muita intranquilidade, telefonemas de baixo para cima e de cima para baixo até a secretária de Urbanismo garantir a entrada de todos. Custou, mas entraram.  Plenária cheia, mas cadeiras reservadas especialmente para os 36 conselheiros. O espaço se mostrava pequeno para que a população participasse, ou melhor, assistisse!, a uma reunião ordinária, já que logo de início foi determinado que, nessa reunião, apenas os conselheiros teriam direito à voz.  A falta de hábito da participação popular produz tanto na assistência quanto na direção do conselho uma dificuldade em lidar, de verdade, com a questão 'público'. Induz à coibição dos direitos de fala, facilmente justificados pelo 'bom' encaminhamento dos trabalhos, como eleva os ânimos dos presentes, que apenas se mostram presentes di

12o BPM Niterói Telefones de contato

Alguns leitores reclamaram sobre a dificuldade em se achar os telefones de contato do 12o. Batalhão da Polícia Militar em Niterói sob chefia do comandate Wolnei Dias 2717-7734 e 2717-7815  (fonte: chefia do estado maior da PM) 12º BPM (Niterói) Comandante: 2717-7734 Sala de Operações: 2717-7787 Oficial de Dia: 2717-7430 P-2: 2717-6865 DPO Barra de Marica: 2648-9001 DPO Camboinhas: 2608-4540 DPO Itacoatiara: 2709-9247 DPO Maricá: 2637-2284 DPO Piratininga: 3701-8280 DPO Ponta Negra: 2648-1650 DPO Várzea das Moças: 2709-9246

Lei de Meios de Hospedagem não 'hospedada' no Plano Diretor

Imagem
"Este é um desabafo de uma cidadã niteroiense estupefata diante dos desmandos que a prefeitura de Niterói consegue orquestrar no apagar das luzes desse governo. Ontem, 02 de julho de 2012, compareci a uma reunião do COMPUR - Conselho Municipal de Política Urbana de Niterói - a respeito da nova lei dos hotéis. A reunião deu-se no nono andar do prédio da prefeitura às 19:00, estavam presentes além da presidente do Compur, a secretária de urbanismo, Christina Monnerat, e sua equipe, os conselheiros, alguns políticos locais e cidadãos, que como eu, foram verificar a minuta de lei que, a princípio, deveria ser aprovada na reunião e que terá um forte impacto urbano em todo o município. A lei que está sendo discutida se sobreporia ao plano diretor o que vai de encontro às regras definidas no Estatuto das Cidades. A revisão do Plano Diretor está defasada anos. A insegurança institucional em Niterói é de saltar às vistas. Já na chegada, nós cidadãos, fomos recebidos muito a contra gosto. N