Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Poda ou devastação?

Imagem
A questão do novo Código Ambiental parece que permeia todos os atos públicos, os atos das concessionárias... E a opção é mais uma  vez adevastação!! Um amigo divulgou que a Ampla TEM QUE ter um agrônomo consigo para orientar a poda. Esta é uma informação importante que pode nos munir diante de descalabros como esse.. SE não tiver, polícia! Isto que restou de árvore encontra-se na Rua Prof. Miguel Couto, entre João Pessoa e Geraldo Martins, do lado  esquerdo na mão da rua, bem próximo à João Pessoa. Quem foi o responsável por este crime?!

Hotel no Ingá e seu gabarito perdido!

Imagem
Prédio do Hotel ao lado do supermercado em frente à praça do Ingá... A obra do hotel visto por trás intermediado pela garagem do supermercado através das árvores da Rua Itapuca Aqui vemos a obra do mesmo hotel por trás, pela Rua Itapuca onde podemos comparar sua altura com os prédios em frente do lado da praça... De acordo com a legislação em vigor, ou seja os PUR's das praias da Baía e Região Oceânica as construções destinadas a hotéis “possuem parâmetros urbanísticos independentes das frações urbanas onde se situarem”, ou seja gabarito vertical, afastamentos, taxa de ocupação e impermeabilização do terreno...E são objetos de “análise especial”...

Os políticos e a ressaca

Ressaca em Niterói chega até às ruas e destrói calçadão n'OFluminense 29/05/2011 Ondas avançaram sobre as calçadas e atingiram prédios na orla da Zona Sul da cidade. Bombeiros recomendam que banhistas não se aproximem do mar Desde a madrugada, ondas fortes e altas avançaram sobre as calçadas e atingiram prédios na orla da Zona Sul da cidade e invadiram diversas garagens. Os Bombeiros recomendam que banhistas não se aproximem do mar. Um vídeo amador da ressaca na Praia das Flechas está disponível no http://www.youtube.com/watch?v=C5OnRqQU7ZM A forte ressaca que atingiu a orla de Niterói, Rio de Janeiro e Maricá causou estragos neste domingo. A força das ondas destruiu parte do calçadão da Praia das Flechas, na Zona Sul da cidade. O mar avançou sobre a rua, chegando a atingir prédios na orla da região, e parte da Avenida Almirante Benjamin Sodré, na Boa Viagem, ficou interditada. Houve correria entre moradores que tentavam retirar carros estacionados próx

Fotos da Ressaca em Niterói neste domingo

Imagem
  Cheguei pela Praia de Icaraí, calçada lavada... mar altíssimo..    E na Praia das Flexas...   A onda levava água até as árvores que depois ficavam pingando sobre a calçada...  E o mar refluindo pelos bueiros...                              E em Itacoatiara..

Escândalo à luz do dia e ninguém vê!

Imagem
Acabei de flagrar um escândalo...  Fui ver e registrar a ressaca na Boa Viagem e na volta, em frente à Reitoria e adjacências, também bati umas fotos no sinal, entre moçoilas distribuindo propanganda de mais prédios em Niterói..  Eis que, começando a subir a Rua Miguel de Frias, vej o uma Kombi da Prefeitura do Rio - Rio Conservação!..  Fiquei intrigada, imaginando o que uma Kombi oficial, do município ao lado, estaria fazendo por estas plagas, em pleno domingo, exatamente 11:35 da manhã?!...  E qual não foi minha surpresa quando fui respondida rapidinho... As imagens falam por si..  Sinal da Rua Miguel de Frias com Praia.. As duas moças não foram enquadradas porque eu fotografava outra coisa mais adiante, mas elas estão à minha esquerda..  Eu ainda não tinha visto a Kombi, nem esta tinha chegado... Ao me virar para subir a rua, passo ao lado do veículo e algo em mim desperta... Fotografo. A Kombi pára e sai uma moça. Uma das moças que distribui propaganda da CEU vem ao seu encontro..

Ressaca na Boa Viagem às 11h e depois das 13h

Imagem
Algumas horas depois a maré subiu e as ondas também..assistam este vídeo no G1: http://g1.globo.com/vc-no-g1/noticia/2011/05/internauta-filma-ressaca-na-orla-de-niteroi.html

Os Sem Praça

Imagem
Foto Luiz Sergio Pires morador do Bairro O Bairro Peixoto, localizado no limite do Parque Estadual da Serra da Tiririca, ainda representa um ambiente pouco adensado, abrigando residências unifamiliares e alguns espaços públicos de uso comum. Há cerca de cinco anos, o bairro teve um desses espaços ‘desafetado’ pela Prefeitura e ‘alienado’ para a construção de cinco casas, privatizando o que era público, garantido nos registros do loteamento, para favorecer a especulação imobiliária, já tão intensa em toda a região oceânica de Niterói. A luta pela preservação das terras públicas no bairro registra outro momento de alto risco, na década de 1990, quando a proposta, já aprovada pelo poder executivo municipal, de construção de um condomínio na área do Córrego dos Colibris foi barrada com base no parecer muito bem elaborado pelo Vereador João Baptista Petersen, o que motivou uma grande mobilização popular contra o empreendimento imobiliário. Nesse caso, venceu a preservação ambi

Poucas ações, apesar de R$ 70 milhões em caixa

Imagem
ORÇAMENTO PÚBLICO   n'OGlobo por Flávia Milhorance e Isabel de Araujo   -28.05.2011 Os dois primeiros anos do governo Jorge Roberto Silveira terminaram, juntos, com um saldo orçamentário de cerca de R$ 70 milhões — uma verba cuja utilização foi prevista, mas não foi utilizada, como mostrou levantamento do GLOBO-Niterói na edição passada. Deste montante, chama a atenção a cifra de quase R$ 50 milhões que sobrou para Educação (R$ 22,2 milhões), Saúde (R$ 9,4 milhões), Saneamento (R$ 7,9 milhões), Transporte (R$ 1,1 milhão), Habitação (R$ 5,1 milhões) e Urbanismo (R$ 3,4 milhões), setores que permanecem com projetos e obras inacabadas ou que sequer saíram do papel.   Na Educação, há um exemplo $ático. Na entrada do colégio municipal Leonel Franca, no Viradouro, uma placa deteriorada pelo tempo indica a reforma e a ampliação da unidade pela prefeitura. Mas no interior, em vez de obras, alunos ou professores, há cômodos abandonados. Em uma das salas de aula, uma montanha de livros se mi

Podas equivocadas

Imagem
Árvore cai na R. Edmundo March, na Boa Viagem hoje, 28 de maio. As árvores são podadas só de um lado e ficam tortas.  O desequilibrio acaba vencendo e quando a terra amolece em dias de chuva, as raízes não aguentam  e ela tomba ! Quem faz as podas deveria entender mais de árvores. Existe alguém especializado cuidando das árvores de Niterói? Alô Parques e Jardins, quem é o responsável pela poda?

Construção garante mobilidade urbana em Niterói

n'OSãoGonçalo  6/4/2011 21:17:24 O impacto da construção de novos empreendimentos na cidade de Niterói. Este foi o tema da palestra realizada na sede da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Niterói (Ademi-Niterói). Durante o evento, o presidente da empresa Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans), Sérgio Marcolini, apresentou o resultado de uma pesquisa realizada pelo órgão, em outubro de 2010, a respeito do assunto. Entre as conclusões do estudo, ele destacou que nas regiões onde predominam as construções residenciais, como Pendotiba e Região Oceânica, a dependência do carro é maior. “Nas áreas de Santa Rosa, Icaraí e Centro, onde há, além das moradias, edifícios comerciais, o deslocamento a pé e em transportes públicos é maior”, comparou. Os dados devem ser utilizados como base para a elaboração de um estudo de impacto na vizinhança, que passou a ser exigido pela Prefeitura de Niterói para autorizar a construção de novos empreendimentos imobiliários. A intenção é gar

Olhar de Perto a Administração de Niterói

É muito curioso estar presente em uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Niterói. Sugiro a todos os leitores que pelo menos uma vez na vida se permitam observar o que ocorre naquele espaço do povo e para povo. Porque ali fica flagrante, diante dos discursos dos convidados à mesa, ou mesmo na tribuna, a desarticulação que é a administração niteroiense. Sem subterfúgios. Em outra oportunidade, no fim do ano passado, também constatei isso em um debate com a população do Pé Pequeno e o responsável pela NITTrans, sobre o trânsito no bairro e adjacências.Isso eu conto mais adiante.. Na Audiência Pública de ontem, sobre a desafetação de uma área pública, uma praça no Bairro Peixoto, em Itaipu, a autoridade presente diretamente ligada ao projeto era apenas a secretária de Educação, uma vez que a desafetação envolvia a ocupação de parte de praça por uma escola pública.  Pasmem: Não tinha ninguém da secretaria de Urbanismo presente, ninguém.  Então, a secretária de Educação se esforçou, e

A Cidade Parou

Imagem
“Stop. A vida parou Ou foi o automóvel?”                 Carlos Drummond de Andrade – Alguma Poesia, 1930 Foi exatamente deste poema anti-futurista de Drummond que surgiu a ideia para o título deste blog. No entanto, aviso aos navegantes que não sou nem anti-futurista nem tampouco procurarei endemoniar a figura do automóvel, apenas acredito que a sua utilização em determinadas situações deva ser repensada. A sensação de todos é a de que acidadeparou, engarrafou, mas qual é o significado disto? Significa que, “ocorreu uma saturação, ou seja, que o volume de tráfego gerou uma demanda por espaço maior que a disponibilidade deste” [i] . E por falar em espaço, os principais espaços de circulação de pessoas e mercadorias são as vias [ii] , mas, também, os pontos de parada, estações e terminais, assim como diversos outros espaços da cidade. Cada meio de transporte em movimento, ou mesmo parado, consome um determinado espaço, e há realmente uma grande desigualdade de intensidade de consumo ent

Obras do mergulhão da Marquês do Paraná vão alterar trânsito no centro

Imagem
Com o início das obras do mergulhão da Avenida Marquês do Paraná, haverá um esquema especial de trânsito, a partir da próxima quarta-feira (1º de junho), para garantir o acesso ao Centro da cidade. O mergulhão faz parte do Plano elaborado pelo urbanista Jaime Lerner para reestruturação do Sistema de Trânsito e Transportes de Niterói. Automóveis e caminhões procedentes de Icaraí terão acesso ao Centro através das ruas Euzébio de Queiróz e Marquês de Olinda, chegando à Avenida Amaral Peixoto. Nesta primeira fase, os ônibus não terão seus itinerários alterados e continuarão entrando diretamente na Avenida Amaral Peixoto pela faixa exclusiva. Os veículos que se dirigirem à Ponte Rio-Niterói ou à Região Norte da cidade não terão qualquer alteração no trajeto e deverão seguir pelas avenidas Marquês do Paraná e Jansen de Melo. Já no sentido contrário, da Ponte para Icaraí, os veículos deverão fazer o contorno pela Avenida Amaral Peixoto e Rua Dr. Celestino, como já fazem atualmente das 6 às 1

Preservação da Memória, Preservação da Vida

Imagem
Achei que não seria capaz de escrever à altura... então fui buscar algo que sabia que tinha sido escrito.. Nos meus tempos de faculdade - de arquitetura - lembro de ter lido um texto de um professor, inesquecível, chamado Joca Serran, acho que publicado no Jornal do Brasil, onde ele falava sobre a importância da memória e de sua preservação, ou algo assim...  Faz muito tempo... Não achei.  Mas achei o texto abaixo que soluciona em parte minha agonia em ver uma cidade sendo dia após dia dilapidada em sua memória, no patrimônio de cada um que vive há anos numa mesma cidade... Hoje uma amiga me perguntava sobre o 'valor' do Lido.. O Lido não tem nenhum 'valor' arquitetônico, mas o valor afetivo, o valor que cabe na memória de cada um que de alguma maneira tinha aquele canto guardado na memória.  Vale lembrar que isso vem acontecendo em Niterói em uma rapidez absurda, e a cada canto que se deixe de passar por uns poucos meses, ao se retornar é possivel que seja incapaz de r

Projeto de condomínio do “Minha casa, minha vida” entra em fase final

Imagem
n'ATribuna em 18/05/2011 Texto: Lívia Neder/Wellington Serrano Foto: Divulgação A Prefeitura de Niterói informou ontem que as obras de infraestrutura para a criação de um bairro modelo, em uma área de 1,3 mil m², no Sapê, terão início nos próximos meses. O projeto, que foi desenvolvido pelo município para atender à demanda do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), do Governo Federal, está em fase de conclusão. No local, serão construídas 5 mil residências para abrigar, aproximadamente, 20 mil pessoas. De acordo com a Prefeitura, o município tem, atualmente, um déficit habitacional de 20 mil residências. Os cálculos da administração municipal preveem que com a criação do bairro modelo, somada às outras unidades que estão sendo e serão construídas dentro do PMCMV no município, esse déficit cairá praticamente pela metade. O projeto do bairro modelo, orçado em cerca de R$ 250 milhões, prevê a construção de conjuntos de condomínios ao lado de uma reserva ecológica, respeitando os reman

Estado vai investir R$ 40 milhões para despoluir Lagoa de Piratininga

Imagem
n'ATribuna em: 11/05/2011 Texto: Paulo Roberto Saboya e Webber Lopes Foto: Divulgação/Palácio Guanabara A ponte sobre o rio Tibau ligando Piratininga ao Jardim Imbuí, na Região Oceânica, foi inaugurada ontem e entregue à população, após uma espera de quase três anos, para o término de sua construção. Durante o evento, o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Minc, representando o governador Sérgio Cabral, anunciou mais R$ 40 milhões em investimentos na despoluição da Lagoa de Piratininga. Deste montante R$ 5 milhões estão disponíveis para obras emergenciais de desassoreamento. A obra na ponte, avaliada em R$ 1,5 milhão, teve início em 2009, mas em novembro daquele ano foi paralisada devido a problemas técnicos e de burocracia, sendo retomada no segundo semestre de 2010. A obra inclui mais uma etapa do Plano de Revitalização da Lagoa de Piratininga, elaborado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), no qual está incluso o túnel de 988 m de comprimento, 5 m de largura e 4,5 m d